Home > Alemanha decide poupar medalhões e levará novatos para Copa das Confederações

Alemanha decide poupar medalhões e levará novatos para Copa das Confederações


quarta-feira, 17 maio 2017

A Alemanha não irá contar com pelo menos seis medalhões, entre eles Manuel Neuer, Mats Hummels e Marco Reus, na Copa das Confederações do mês que vem, preferindo dar uma folga mais longa a alguns jogadores antes da Copa do Mundo do ano que vem.

O técnico Joachim Loew disse nesta quarta-feira que o Mundial de 2018 na Rússia é o objetivo e que a Copa das Confederações, que acontece entre 17 de junho e 2 de julho, é só uma parada na viagem, acrescentando que alguns de seus jogadores estarão disputando seu terceiro grande torneio em três anos. 

“Três torneios em três anos é o limite”, disse Loew a repórteres em referência à Copa do Mundo de 2014 e à Euro do ano passado. “Mesmo dois em dois anos é duro”.

A lista de ausências ainda inclui Jérôme Boateng, Mesut Ozil, Thomas Mueller e Toni Kroos, e Loew chamou sete novatos.

Alguns de seus jogadores, incluindo Serge Gnabry e Max Meyer, devem ser convocados para o Campeonato Europeu Sub-21 ao mesmo tempo.

“Iremos para o torneio com uma seleção em potencial. Queremos aqueles que irão estar conosco para aprender nossas ideias, nossos mecanismos, treinar conosco. Esta é a meta. Trazê-los um pouco mais perto do nível mundial”, explicou Loew.

Kerem Demirbay, do Hoffenheim, Amin Younes, do Ajax, e Diego Demme, do RB Leipzig, são alguns dos novos rostos no time, além do atacante Sandro Wagner, de 29 anos, e Lars Stindl, de 28.

“Na Alemanha se discute muito se faz sentido ou não disputar a Copa das Confederações. O fato é que ela está acontecendo, e estaremos tão profissionalmente preparados quanto na Copa do Mundo e na Euro”, afirmou Loew.

 

FONTE: AGÊNCIA REUTERS

Compartilhe!